Motores Elétricos


Relatório da Camila

| Ler Comentários



Veja a teoria aqui (clique).

Alguns mais simples, outros mais complexos e elaborados, todos os alunos do CAC e do CAHo conseguiram montar um motor elétrico com base nas leis e princípios do ELETROMAGNETISMO e calcular seu rendimento e potência útil (que ficou em torno de 0,01% e 0,001W - isso comparado com as máquinas térmicas, é bem maior, veja).

Para calcular a potência útil, os alunos mediram a voltagem e corrente máxima demandada pelo motor usando multímetros e depois foi só aplicar algumas fórmulas e raciocínios.

Comprovaram que, embora mais eficientes e potentes, os motores que construíram eram mais "fracos" que as máquinas térmicas, pois conseguiram erguer em torno de 1g de massa.

Parabéns a todos pelo esforço!

Veja logo abaixo o relatório da Camila Dochi, do 3º CAHo.


Para assistir esse vídeo no You Tube clique aqui.


CAC

Um dos mais bem montados motores elétricos foi feito pelo grupo da Deise, Amanda Colomeu, Amanda Cristina, Ana Paula, Patrícia e Mariana.

Após alguns problemas rapidamente resolvidos, o grupo do Guilherme, Leone, Daniel, Raul, Vitor e Lucas conseguiram atingir o objetivo.

O mais simples e funcional motor elétrico foi construído pelo grupo da Daiane, Beatriz, Rafaela, Kamila, Jéssica e Janaína.

Após cerrar e cerrar (a ponta da base que estava atrapalhando), o grupo da Renata, Milena, Caroline, Júlia, Bruna, Marcelo e Andrey quase desistiram mas a persistência prevaleceu, e não em vão!

CAHo

Depois de um suadouro atrás de pilhas novas para seu motor elétrico, o grupo do Rodrigo, Itamar, Eduardo e Matheus conseguiram fazer o motor funcionar.

O grupo da Ingrid, Franciele, Camila Cherade, Ana Flávia e Tayline tiveram que refazer sua bobina e tudo ok!

Com uma "pequena" ajuda do pai de uma delas, o grupo da Franciellen, Beatriz, Dayla e Bianca construiram esse lindo motorzinho elétrico, que contava até com 3 tipos diferentes de bobinas: um ventilador, uma furadeira e uma bobina sem nada mesmo.

Já no fim da aula, finalmente o grupo da Lilian, Andiara e Esthelen conseguiu fazer seu motorzinho funcionar. Parabéns!

Ficamos devendo as fotos do grupo da Nathália, Thiego e Jonathan e também da Camila Dochi! Mas também conseguiram, embora não "diante das câmeras"...






Relatório da Camila Dochi, do 3º CAHo

Título: Motor Elétrico
Local: Colégio Adventista de Hortolândia
Data: 22/06/2009
Grupo: Camila D.
Objetivo: Fazer com que a espira gira e fazer com que a espira enrola o pedaço de barbante com um fósforo
Materiais:

Procedimento: Pegar um pedaço de madeira, colocar a pilha no meio, colar a pilha com uma fita adesiva, depois pega dois fio de cobre já cortadas, entortar um pouco os fios de cobre, após ter feito isso, pega mais um fio de cobre e transforma o fio em espira, depois de transformar, pega o imã, coloca em baixo da espira e dá um pouco de impulso na espira e a própria espira fica girando,se você colocar a pilha ao contrária, a espira vai girar ao contrário também.
Dados Obtidos:


Análise dos Dados:

P útil = m.g.h /t =
P últil = 0, 0001.10.0,30 / 6
P útil = 0,00005 W

P = i.U
P = 0,30.1,27
P = 0,381 W

P Total / P útil = 0,00005 / 0,381 = 0,0001 W
0,0001.100 = 0,01 %

Conclusão: A pilha tem ser nova. Quanto maior a pilha for nova, mais rápida a espira vai girar.




Fórum - Comentários dos leitores:

  • Oi tudo bem?
    eu gostaria de esclarecer uma dúvida sobre o motor elétrico.
    >Quando amassamos a espira e aproximamos ela ao imã, seu novo formato afeta o desempenho do motor?
    e o que a espira normal( sem estar amassada) e a espira amassada tem em comum em relação ao desempenho do motor? - Thais.

    • Olá Thais!
      O desempenho do motor está relacionado ao fluxo magnético que atravessa a espira. Então quanto maior o fluxo magnético e mais rápida sua variação, melhor será o desempenho do motor. Se você amassar a espira, estará diminuindo a área da espira, e assim diminuindo o fluxo magnético. Mas ao aproximar do ímã estará aumentando o fluxo. Será que uma coisa compensa a outra? Só testando pra saber.
      Por isso as espiras dos motores elétricos são comumente circulares: o círculo maximiza a área de um polígono regular com o mesmo perímetro.
      Espero que tenha ajudado. - Física Real

  • Ae Flávio, eu sei que já não vale nota nenhuma, mas dá uma olhada aí no nosso motor elétrico do segundo bimestre que não deu muito certo. Vlw - Bruno, 3º CAHo.


    Para assistir esse vídeo no You Tube clique aqui.
    • Então Bruno...
      Eu dei tanta risada com esse seu vídeo aí que resolvi dar 6,0 para o grupo, na nota do projeto... Mas também pq funcionou, só não apresentaram. Valeu! - Física Real




    
    Principal | Atividades | Fórum | Aos Alunos
    Interagindo | Aspectos  Filosóficos | Noticias
    E-mail:  flavioscunha@hotmail.com