2003 pode ser o ano mais quente de que se tem notícia.

| Ler Comentários


janeiro de 2003.

Esquema Efeito Estufa: o calor
entra mas não sai todo. >>Cientistas prevêem que 2003 pode ser o ano mais quente de que se tem notícia, superando mesmo o ano de 1.998 quando as temperaturas do planeta subiram a níveis nunca anteriormente registradas.
A elevação da temperatura média do planeta tem sido um fenômeno já há muito observado e advertido, veiculado pela mídia. É decorrente do Efeito Estufa (figura ao lado), que é benéfico dentro de certos limites, mas que, por causa do aumento vertiginoso da concentração dos gases efeito estufa (GEE) nos últimos anos, tem trazido perspectivas catastróficas à Terra. No entanto, a população dos países que não são, ainda, tão afetados (como o Brasil, os EUA), parecem viver sem preocupação nenhuma quanto a isso, ao contrário daquelas populações cujos países serão inundados pela elevação dos mares neste ou no próximo ano. Essa indiferença talvez tenha origem no desconhecimento de fatos como os gráficos abaixo: a elevação da temperatura é um fato exclusivo para a nossa época em 1000 anos! Apesar da polêmica acadêmica em torno da medição da temperatura média do planeta, a peculiaridade dos dados para os nossos dias torna-os, no mínimo, dignos de consideração.
O último gráfico da página, abaixo, mostra os valores da temperatura média (note que os anteriores mostram a variação anual da temperatura média).
O problema é que enquanto discutimos se somos ou não culpados pelo fenômeno climático mundial, muitas regiões da Terra sofrem o risco de sumirem do mapa nos próximos anos por causa da elevação dos mares. Isso decorre do derretimento das calotas polares que concentram em forma de gelo grande parte da água da Terra; ao derreter, o nível dos oceanos eleva-se e muitas nações-ilhas (na América Central e Indonésia) e países baixos (Holanda, por exemplo), podem ter seus territórios diminuídos. Os gráficos seguintes mostram que a transformação do planeta Terra em em planeta exclusivamente de água na superfície não obra da imaginação fértil de produtores de TV: sobreponha os gráficos e note que a elevação dos mares se dá na mesma época do derretimento das colotas polares, ambos algum tempo depois da Revolução Industrial.
Compare ainda estes dois últimos gráficos com os gráficos da elevação da temperatura, acima, e note a "coincidência" com o início da elevação de temperatura...
A questão não é fácil de se resolver. A iniciativa do Brasil em voltar a utilizar o álcool como parte da planta energética tem sido louvável, pois o uso de álcool desde o Pró-Álcool de 1975 tem evitado a emissão de milhões de toneladas de CO2 na atmosfera. Para o ano de 1995, a emissão deste GEE por veículos a álcool era de 165g/km, enquanto que para carros a gasolina (22% de álcool hidratado), era de 207g/km, cerca de 26% a mais portanto. Calcula-se que se tenha evitado emitir, naquele ano de 1995, cerca de 33,5 milhões de toneladas de CO2 à atmosfera, devido ao uso de álcool anidro na gasolina (22%) e álcool hidratado (5% de água) em veículos a álcool. A este valor somam-se ainda alguns milhões provenientes do uso do bagaço da cana em lugar de óleo combustível em atividades industriais. Paralisado no fim da décado de 80, o Pró-Álcool está novamente nos planos do governo (ver notícia relacionada).
Como consumidores podemos fazer a nossa parte: diretamente preferindo veículos a álcool, utilizando carros com menores consumos (os de 1000 cilindradas), e indiretamente, participando e dando atenção aos movimentos de proteção ao meio ambiente, pressionando os líderes políticos a fazerem reformas sociais nesse sentido.


Fontes:
http://eptv.globo.com/noticias/0301200312405987.asp, 2003: ano mais quente.
http://eptv.globo.com/noticias/1812200221057324.asp, aquecimento global.
http://www.centroclima.org.br/aquecimento.htm, aquecimento global - gráficos.
http://www.centroclima.org.br/efeito_estufa.htm, aquecimento global - efeito estufa.
http://www.ecen.com/matriz/eee25/veiculp6.htm, emissão de veículos leves.
http://www.mct.gov.br/clima/comunic_old/coperal2.htm#Emissões%20líquidas%201990-1994, emissões evitadas de CO2.
http://www.aquecimentoterrestre.hpg.ig.com.br/Medindo.htm, medição do aquecimento terrestre - polêmicas.
http://www.bio2000.hpg.ig.com.br/efeito_estufa1.htm, efeito estufa - último gráfico.



Fórum - Comentários dos leitores:





Principal | Atividades | Fórum | Aos Alunos
Interagindo | Aspectos  Filosóficos | Noticias
E-mail:  flavioscunha@hotmail.com